“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quinta-feira, 01 de Março de 2012

Tumblr_m06hjdqrgg1rqfn0so1_500_large

É o cansaço, a fúria, a inconstância de parecer tudo estagnado enquanto se entra em desespero.

É ver as vidas a deslindarem-se à volta e aqui nesta pele tudo estar confinado como no primeiro batimento em que se tentou. Portas e janelas que se nem aproximam quanto mais abrirem-se, não interessa quanto se corra para elas a bater-lhes.

Não me apetece escrever, não me apetece ver ninguém, não me apetecer ser eu...

Até as paixões que me fazem caem rendidas à inércia que me vai consumindo aos poucos. 

 

 


Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Tumblr_l9duc7dccn1qcpylbo1_500_large_large

Oh nuvem negra tu desaparece-me de cima!!

Com a pilha de nervos com que ando ainda me dá um ataque. Bolas.

 

miúda* às 00:03

Terça-feira, 08 de Março de 2011

Tumblr_lhr39fg34u1qeqm6vo1_500_large

Porque era a última coisa que me faltava.

É saber que não tenho culpa mas de algum modo haver uma qualquer conexção no meu cérebro que me coloca na berlinda.

Não tenho a capacidade de me curar a mim quanto mais curar os males dos outros. Os corações não saram sozinhos e eu não sou prémio de consolação a quem faz gato sapato das coisas das vida que amealhou pelo caminho.

 

 

miúda* às 23:08

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

That%27s Lovely

 

E o jogo virar e o vento começar a correr-me num pouco mais de feição em vez de contra mim como tem feito?!

É que nada sai em condições já parece praga ou o raio.

 

miúda* às 22:25
tags: , ,

Sábado, 16 de Janeiro de 2010

 

 

Se numa suposição acreditar que alguém que amo padece de cancro e desejar por tudo e numa arte mágica transferir a doença para mim para que esse alguém não tenha de sofrer, estarei eu a ser egoísta?

Porque a dor em nós parece sempre menos penosa que vê-la nalguém que amamos mais que a nós mesmos.

Sou egoísta a esse ponto.

Há pouca coisa na vida que tenha valor, e recuso-me a perder as que tenho.

 

Espero um milagre, porque é possível… e tudo isto é somente uma suposição...

 

miúda* às 16:36
: