“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Sexta-feira, 02 de Março de 2012

Punker. (by Flavia Cherewaty)

É motivador quando nos vamos inscrever numa pela enésima vez numa superficie comercial e o rapaz que lá está nos diz muito confiante:

 

- (a olhar para a minha inscrição) Ah está desempregada e vem à procura de trabalho aqui. Eu sai da escola e no dia seguinte estava a trabalhar, nunca soube o que era a boa vida do desemprego. Hum... tou a ver aqui que é licenciada então não conte muito com isto aqui mas pronto.

 

Eu limitei-me a respirar fundo contar até cinco e virar costas.

Não sirvo para trabalhar na área que estudei ou porque não tenho experiência, ou porque eu moro no distrito X e as pessoas da empresa xpto  querem alguém que viva no distrito da xpto (mesmo que sublinhe que me mudo para marte se for preciso), ou porque simplesmente devo ter um problema qualquer e ninguém me quer.

Também não sirvo para estar atrás de um balcão, a servir às mesas, na caixa dum supermercado e sei lá mais o quê porque, aparentemente, ser licenciada é um problema que deixa as pessoa "incapacitadas", aos olhos patronais, de realizar estas tarefas.

Resumindo, sou definitivamente uma nulidade de pessoa que não serve para nada, nem sei que ando aqui a fazer!!!

 

miúda* às 16:08

Sexta-feira, 30 de Setembro de 2011

lonely | lovelessramblings.tumblr.com

 

Às vezes, quando me perco em mim a tentar encontrar-me, penso.

 

miúda* às 01:06

Domingo, 25 de Setembro de 2011

 

Tumblr_ls028g4t1h1qhe2m8o1_400_large

"Não queiras saber de mim
Esta noite não estou cá
Quando a tristeza bate
Pior do que eu não há
Fico fora de combate
Como se chegasse ao fim
Fico abaixo do tapete
Afundado no serrim

 

Amanhã eu sei já passa
Mas agora estou assim
Hoje perdi toda a graça
Não queiras saber de mim"

 

miúda* às 00:41

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

Tumblr_lfllf1vbnk1qfq9jwo1_500_large

Não me lembrava da última vez que um gajo me tinha feito derramar uma única lágrima. 

Na minha perspicaz tentativa de me salientar como pseudo-super-mulher disse que não deixaria ninguém magoar-me outra vez. Eu e a minha grande pontaria para escolher gajos. Já devia tar à espera, devo ter sido mesmo uma grande cabra noutra vida.

Fodasse.

miúda* às 00:29

Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Tumblr_kt03b6iyee1qzbvwao1_500_large

 

Mais uma volta no carrossel. Não sei como é que com tantas voltas e quedas no mesmo ainda sou parva.

Há força de tanta porrada eide aprender da pior forma e da forma mais penosa entre eu e mim, mas aprendo dum jeito ou de outro.

 

miúda* às 00:39
tags: ,