“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Sábado, 24 de Dezembro de 2011

Tumblr_lwgkawhcxl1qcmy8fo1_500_large

 

390603_174632629301252_100002635474956_281776_79318457_n_large

 

5240242956_931b1d1cd2_large

 

Tumblr_lw01gjzowx1qgl14po1_500_large

 

Tumblr_lw2kahpyok1qhpvh5o1_1280_large

 

Foto110_large

 

"Que o Natal seja mais um momento em que as pessoas acreditem que vale a pena viver um Novo Ano."

 

Feliz Natal

miúda* às 01:50
tags:

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

6559640309_4bc242c6eb_b_large

Quase Natal e definitivamente este ano não me cheira a Natal.

Parece uma época do ano como outra qualquer. Sinto falta do Natal como ele era antes.

 

miúda* às 16:38
tags:

Sábado, 25 de Dezembro de 2010

Tumblr_ldqsjmsigm1qft0foo1_400_large

“A confusão engraçada entre o pretérito perfeito ("gostava") e o futuro condicional ("gostaria") não podia ou poderia ser mais eloquente.

Gostava e gostaria. É assim o amor: a vontade permanece e a esperança de um ia poder recomeçar persiste, como num sonho. O prazer é uma teimosa-maravilha”.

 Miguel Esteves Cardoso

 

 

Tinham-se cruzado no hall daquele hotel ao fim da tarde. Olharam-se sem se ver e seguiu cada um seu caminho.

É Noite de Natal, jantar a quatro em amena cavaqueira familiar, num tudo o que é preciso. Um copo de vinho de pé alto bebido trago a trago como se afoga-se o que quer que se sentisse naquele canto do salão demasiado grande.

Termina-se e deslizo no cadeirão velho até adormecer num sono demasiado leve em instantes perpétuos. Já noite dentro acordo, pego na chave e chamo o elevador que tarda em vir. Subo e saio do elevador. Lá estava ele, vemo-nos sem nos ver e sigo o longo corredor até me fechar no quarto demasiado apertado para o meu respirar sem nunca olhar para trás. Fico do lado de lá da porta num vai vem de dúvida entre ficar e sair.  

Dispo-me e escorrego para debaixo da água quente. Visto-me e deito-me num adormecer veloz.

Há coisas que nos marcam. A minha dúvida ficou-me. O que teria sido se tivesse saído daquele quarto até ao hall naquela noite.

Há deconhecidos que nos fazem descobrir até que ponto somos capazes de deixar para trás o que nos dói em busca de uma janela aberta que cicatrize o que já passou.

miúda* às 23:57
:

Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010

Tumblr_ldca87sgdf1qcrss4o1_500_large

 

Feliz Natal. Só isto.

 

 

miúda* às 18:07
:
tags:

Tumblr_ld3it6ilrw1qa19yno1_500_large

 

Se eu abrir a porta este logo à noite vai-me aparecer alguém que me arrebate assim ou é pedir demais ao Pai Natal?

 

 

miúda* às 11:56
:
tags: