“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

Tumblr_lsvfhlasop1qj5syko1_500_large

Aprende-se sempre. Seja com dor, com lágrimas ou com gargalhadas sonoras propagadas na vida.

Louca, livre e um pouco mais quando se me solta o coração pela calçada fora, comigo a correr para o alcançar. Ainda sou daquelas que às vezes precisa de cometer o mesmo erro várias vezes para seguir em frente. Nada nem ninguém paga o que se sente e talvez por isso sejamos felizes à nossa maneira erronea. 

O picante que nos dá gosto é o mesmo que nos faz chorar quando passamos as mãos sujas pela cara.

Não há nada que não se goze e não há vidas que não se vivam.

 

 

miúda* às 23:44

Sábado, 25 de Junho de 2011

As decisões que tomamos ao longo da vida são sementes que lançamos ao campo independentemente do terreno.

Umas vezes caem e agarram-se formando caules e raízes fortes que vamos acompanhando de perto vendo-as dar flores, frutos ou apenas secar sem dar nada.

Outras caem em terra árida e ficam ali escondidas por tempo indeterminado. Vem uma chuvada e começam a germinar. Não sabemos o que ai vem e muito menos se nos vai sufocar quando nos envolver com os seus ramos e folhas.

Mas arrependimentos não compensam. Viveu-se e amou-se em cada minuto que se passou até à falta de ar nos consumir.

Ganha-se umas coisas perde-se outras. Tudo depende do valor que lhe damos e até onde estamos dispostos a ir para perder ou ganhar.

 

miúda* às 00:49

Quinta-feira, 09 de Junho de 2011

Nem paciência nem capacidade de arrumar a bagunça que nunca teve lugar certo de nada.

Apetece-me jogar ao esconde esconde. De nada vale o esconderijo se não houver ninguém para nos encontrar.

Viver o hoje porque o amanhã é sempre tarde demais.

 

miúda* às 09:14
tags: , ,

Terça-feira, 07 de Junho de 2011

Tumblr_lf6bu4euc91qfl3z3o1_500_large

Os mapas da vida nem sempre são os mesmos. Não interessa se estamos lado a lado com alguém ou de frente para o caminho. Ficaríamos surpreendidos com a quantidade de rotas possíveis e imagináveis que nos cercam.

Há viagens que precisamos fazer sozinhos. Partes do caminho para sonhar, rir, chorar, amar e seguir. Porque é assim.

Um dia encontramo-nos. Um dia, porque não faço previsões.

 

miúda* às 00:39

Sexta-feira, 18 de Março de 2011

to be a better person.

Fazemos quase que inconscientemente o esforço de ser melhores a cada dia. Está-nos na memória da carne. Na maioria dos casos somos, nos outros batemos com a cabeça na parede incrédulos de nós.

Por muitos dias que se vivam, nunca se é totalmente melhor. O melhor é sempre relativo aos olhos de quem vê, aos ouvidos de quem escuta, à boca de quem nos fala e à pele de quem nos sente.

Ás vezes, quando o mundo inteiro parece conspirar contra nós dá vontade de cair, mas então a consciência chama. Pode não ser a nossa, mas chama e ai poderemos dizer que seremos pessoas melhores porque vamos fazer por isso, devemos isso. E ai pode não ser hoje... mas é amanhã e o amanhã não pode ser londe demais.

 

miúda* às 13:01