“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

Tumblr_lfllf1vbnk1qfq9jwo1_500_large

Não me lembrava da última vez que um gajo me tinha feito derramar uma única lágrima. 

Na minha perspicaz tentativa de me salientar como pseudo-super-mulher disse que não deixaria ninguém magoar-me outra vez. Eu e a minha grande pontaria para escolher gajos. Já devia tar à espera, devo ter sido mesmo uma grande cabra noutra vida.

Fodasse.

miúda* às 00:29