“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quinta-feira, 10 de Março de 2011

Tumblr_lhx3t8xuup1qf75j7o1_500_large

Quando alguém vai casar é fácil sentirmo-nos felizes porque estão bem. É impensável imaginar sequer as confusões que nascem do nada e nos arrastam para elas sem qualquer fundamento ou trégua.

Quando a poucos meses do enlace um dos membros decide que não é aquilo que quer e nos põe o peso da responsabilidade de sermos nós o motivo o nosso mundo cai. O meu caiu. Ninguém tem o direito nos atirar para os ombros esse peso. Não há amor recíproco e nunca houve sequer por esse sentimento maluco. Sente-se a amizade e nada mais que isso, o fardo de um amor que nunca teve retorno como base de sustentação de uma contra-prudência de sentimentos jamais deve ser o tormento a dar para alguém carregar.

A vida segue e há caminhos. O meu não passa por ali.

 

miúda* às 23:09

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

The Temptress - Jack Vettriano

 

A minha prima mais nova vai casar.

Está feliz e quero mais é que ela o seja. Pena que à custa disso tenha de levar com ainda mais ladainhas de pessoas que não têm mais que fazer da vida que comentar a alheia.

Quando é que arranjas um rapaz?? Nunca trouxes-te ninguém para conhecermos!”, “Tens 22 anos e nem namorado tens!!”,  “Estás a ficar velha, com a tua idade já tinha a tua prima, vais ficar para tia que ninguém te quer!!

Eu não quero saber, sempre fui apologista do antes sozinha que mal acompanhada e depois? Amei tanto quanto pude, nunca fui de compromissos.  De momento perdi a fé nos homens, perdi a capacidade de regeneração do músculo do dito amor por uns tempos e começo a achar seriamente que um decente é mais raro de avistar que o lince ibérico!

E agora que me querem fazer? Queimar viva? Apedrejar? Creio que tenho mais que fazer que desperdiçar o meu tempo com parvoíces de quem não tem que fazer à vida!

Às vezes, juro que preciso morder a língua para não sair asneira.

 

 

miúda* às 00:11
:
tags: ,