“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

30119643131182122425loki0.jpg 534×699 pixels

Nas últimas semanas após a picardia mútua que se tem criado, num acesso de loucura sem qualquer vestígio de pensamento antes de falar acedi a ir tomar café.

Conversa que fluía, afinidades que se descobriam e quanto mais falávamos e nos dávamos bem mais eu sentia acender todos os alertas vermelhos que a minha intuição possuia e não possuia.  

Parece que não interessa se a vida me põe alguém no caminho, eu vou sempre arranjar mil e uma coisas que me impedem de deixar entrar a pessoa no meu mundo mais que aquela distância de segurança do “olá, tudo bem e adeus”.

Não há ninguém que eu conheça que me faça abrir a porta ao que sou.

Estou estragada, arrancaram-me algures uma qualquer peça que me permita ligar a alguém.

 


Quarta-feira, 07 de Março de 2012

Mario Pena

Estava no café quando passa la fora um casal. A mulher, que parecia ser uma Bondgirl saída de um qualquer filme do 007, seguia irradiando felicidade abraçada a um homem menos espampanante mas igualmente feliz. Um grupo de miúdos na mesa ao lado quase que colou ao vidro a babar pela mulher e a gabar-se que um dia também ia ter assim uma gaja.

Não sou alta, não tenho um belo par de mamas, a maquiagem já teve melhores dias, não uso mil e um cremes para tudo e mais alguma coisa, os meus caracóis andam em permanente desalinho, gosto de saltos mas ninguém me tira as sapatilhas, umas calças de ganga e uma camisola e estou pronta e fico feliz quando me dão menos idade que a que tenho. Não faço dietas e adoro comer, gosto de ir ao futebol, de cerveja e tremoços, de rir, de estar com os amigos e falar de tudo e mais alguma coisa, de discutir e mudar pontos de vista se for preciso porque o mundo não é estático.

Não sou nem nunca serei o que os gajos chamam de gaja boa. Mas sou eu e gosto de mim assim, nunca fui menos mulher por isso e nunca vivi menos que o suposto.  

Acho que ainda há pessoas que não querem ao lado pessoas de parar o trânsito, mas apenas alguém que lhes faça parar o seu mundo quando se abraçam.

 

miúda* às 09:43
tags: , ,

Quinta-feira, 05 de Janeiro de 2012

Tumblr_lx2ektji3h1qhxquyo1_500_large

É engraçado como se consegue perceber a importância de pessoas na nossa vida estampada numa palavra "café".

Uma pessoa anda um mês a convidar-nos para café e nunca temos tempo. Uma outra pessoa convida-nos para um mesmo café e apesar de morta de cansaço, a querer cama, paz e sossego e quase a chegar a casa, dá-se a volta ao carro e segue-se à velocidade da luz de encontro ao café.  

 

miúda* às 23:35
tags: , ,

Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

A vida contada a tragos.

Parece que se volta à vida após uns quantos goles fervorosos de café quente a camuflar o frio que se faz sentir neste inverno, logo pela manhã. Alguns dizem-se dependentes... eu gosto apenas de o saborear.

 

miúda* às 07:17
tags:

Terça-feira, 15 de Novembro de 2011

X_a2263d1f_large

Sou capaz de passar semanas sem tocar em café, só hoje foram três.

E viva os dias que nos fazem rogar pragas ao despertador e que mais valia ter ficado na cama...

 

miúda* às 22:06
tags: , ,