“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Whathappens_large

 

Às vezes, contra todas as probalilidades, de dar errado nós mantemos-nos firmes no propósito.

Se jogarmos pelo seguro das percentagens nunca saberemos até onde podiamos ter ido por acreditar que o medo é maior que a nossa vontade.

Loucuras procuram-se, motivos também.

 

 

miúda* às 20:33

Quinta-feira, 06 de Outubro de 2011

Tumblr_lsdhpi4bqa1qc6czfo1_500_large

Nunca eide percerber as razões pela qual eu ainda argumento, bato pé e armo caos de ir e voltar.

As coisas são básicas, num preto no branco que às vezes insisto em ver numa escala de cores de primárias.

Mas querer acreditar parece simplificar tanto as coisas.

 

miúda* às 11:10

Quinta-feira, 09 de Junho de 2011

A ansiedade do que começa e acaba contrasta sempre com o burburinho do entremeio.

Sufocam-nos as incógnitas do que nos remenda a ligação ao mundo.

Linhas distintas e rectas do que não se sabem contorcer para ceder. Antes quebrar.

Sempre o ponto fixo que se move por si numa agulha retorcida e gasta de embalo pela esperança do que virá.

Finos traços sujos e gastos remetidos às pinturas de guerra dum dormir profundo.

 

miúda* às 16:29