“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quarta-feira, 01 de Fevereiro de 2012

love

Os abraços são a segunda camada de pele que precisamos para tapar a alma do frio.

E hoje está frio, tal com esteve ontem e antes de ontem e suponho que estará amanhã.

 

miúda* às 01:34
tags: ,

Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Daisy Lowe

 

Apetece abraçar, agarrar e sentir o coração que sem o saber prolonga o nosso, bem junto ao peito. Envolver e ficar no silencio que é mais ensurdecedor que uma multidão inteira.

Não conseguimos resolver os problemas do mundo mas às vezes o nosso mundo fica confinado a um só alguém. Queremos aperta-lo, mandar embora qualquer réstia de dor que possa espelhar daquele olhar. Queremos tanto que quase se sente o frio que vem daquele peito oculto numa espécie de raiva inexplicável.

A distancia psicológica é mais penosa que a física. Corrói o amor quando ele não tem mais oxigénio que o sustente.

E o amor quando o morrer lento se torna em compaixão sabe magoar mais que o suposto. Cria um jogo vicioso que não sabe respirar e deixa um incómodo solitário a roçar a impotência de se ser amigo.

 

miúda* às 21:44
: