“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

//subscrever feeds

Posts

Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

44692000001_974956428001_thevow-t_large

Às vezes sufoca-se com o ar irrespirável exalado de um corpo solitário numa cama desfeita.  Há mais vida depois disso e ninguém fica à espera do que não prometeu voltar.

Há lugares onde não se deve voltar. Ele é um deles.

Sempre lhe chamou miúda mas nunca conseguiu ser homem suficiente para a tornar mulher.

Precisa crescer, tornar-se homem e não cometer os mesmos erros. As mulheres querem homens com futuro e ele arrasta o passado consigo. Tem de o largar e atirar-se à vida. 

As coisas boas da vida estão á distância de um querer. Ela quer o dela e ele já não passa por ele.

 (escrito a 12.11.2011)

miúda* às 00:08

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.