“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

//subscrever feeds

Posts

Quarta-feira, 09 de Novembro de 2011

Tumblr_ltj62xwmvf1r1hg95o1_500_large

 

Às vezes os sentimentos persistem à morte que se lhes sentença.

Acredito piamente nisso. Contudo, nunca hei-de conseguir perceber como é possível gostar naquele ponto em que o que se dá é inversamente proporcional ao que se recebe.

Mas isso sou eu, um bocado ao estilo faz o que digo não faças o que eu faço.

Os lutos levam sempre mais tempo do que se está disposto a dar.  

 

miúda* às 21:58

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.