“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Quinta-feira, 10 de Março de 2011

Tumblr_lhx3t8xuup1qf75j7o1_500_large

Quando alguém vai casar é fácil sentirmo-nos felizes porque estão bem. É impensável imaginar sequer as confusões que nascem do nada e nos arrastam para elas sem qualquer fundamento ou trégua.

Quando a poucos meses do enlace um dos membros decide que não é aquilo que quer e nos põe o peso da responsabilidade de sermos nós o motivo o nosso mundo cai. O meu caiu. Ninguém tem o direito nos atirar para os ombros esse peso. Não há amor recíproco e nunca houve sequer por esse sentimento maluco. Sente-se a amizade e nada mais que isso, o fardo de um amor que nunca teve retorno como base de sustentação de uma contra-prudência de sentimentos jamais deve ser o tormento a dar para alguém carregar.

A vida segue e há caminhos. O meu não passa por ali.

 

miúda* às 23:09