“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Sábado, 05 de Março de 2011

4637363376_891b5f5e20_z_large

Se eu dissesse tudo o que não disse, chorasse tudo que não chorei, risse tudo o que não ri, visse tudo o que não vi, sentisse tudo o que não senti… não seria o que sou hoje.

Se mudava? Talvez. Nunca nada é perfeito e a maior perfeição de todas é mesmo essa.

Entre um copo meio cheio e um meio vazio a perspectiva muda tudo, é uma questão com demasiadas variáveis em curso.

A vida que levamos é a que inconscientemente consentimos, estabelecendo os nossos próprios limites num intuito audaz. O que nos impele são os desejos e as vontades, os que nos trava são as grades da consciência. Ela está lá por muito que tapemos os ouvidos com muita força para não ouvir como as crianças.

Somos fracos e fortes à mercê de nós. Uma constante guerra incógnita que nunca jamais consegue ser travada nos gestos e pecados a que nos vamos permitindo.

 

miúda* às 00:03
tags: ,