“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

//subscrever feeds

Posts

Domingo, 30 de Janeiro de 2011

http://27.media.tumblr.com/tumblr_leb6f3hbP61 qek67ko1_500.jpg

Gosto de máquinas de escrever.

Nunca tive nenhuma e poucas são as memórias de me autorizarem a mexer na única com a qual tive contacto por alguns minutos. "Não podes mexer!!", diziam quando tentava apanhar alguém distraido para me apoderar daquela coisa.

Acho que sempre foram todos aqueles botões e o som inconfundivel e o ter de empurrar quando a linha chegava ao fim. Era tudo.

Lembro-me também do cheiro a corrector, que saia da ponta do pincel sempre pronto a actuar quando a letra era a errada. Ali tal como na vida havia sempre uma solução à distancia de um sopro para tudo ser mais rápido.

 

miúda* às 13:42
tags: ,

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.