“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Quinta-feira, 10 de Maio de 2012

womaan :)

Toca o telemovel, uma mensagem.

Olho o remetente e quase que imagino o conteúdo sem ser preciso ler. Uma tentativa de estabelecer contato numa conversa de circunstância que corto de entermeio e que acaba sempre a falar do tempo.

Já perdi a conta às vezes que o fiz e ele já sabe de cor a resposta que irei dar quando ele me convida pela enésima vez para café. Nunca lhe aceitei um convite e nunca estivemos juntos para lá das meia dúzia de vezes em que fomos forçados a conviver entre amigos.

Por muito boa pessoa que ele possa ser à qualquer coisa que me faz afastar dele com a mesma gana que ele se tenta aproximar de mim.

Não o quero magoar, mas não me posso forçar a sentir o que não sinto.

As minhas intuições e escolhas deixam sempre a desejar.

Peço tanto por amor e depois continuo a fugir o mais que posso a quem me quis entregar o coração de bandeja.

Estas coisas do amor são uma treta. Só se devia gostar de quem gostasse de nós.

 

miúda* às 15:23
tags: , , ,