“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Segunda-feira, 16 de Abril de 2012

391155_266814890039823_159380894116557_594894_1936807071_n_large

 

"Tenho por meu desespero
Dentro de mim o castigo
Eu digo que não te quero
E de noite sonho contigo"

 

Preciso de uma overdose de café.

Às vezes não nos deviamos lembrar dos sonhos. Traduções erróneoas, assim ao jeito de forçar que bem podemos dizer mil e uma coisas da boca para fora, exalar com com cada poro e transparecer com cada gesto e trejeito que nos saia lançado do corpo o que quisermos e bem entendemos.

Porque de noite, e só de noite o bicho que trazemos nos peito acorda para desmentir tudo aquilo que não soubemos transformar em verdade.

 

  

miúda* às 11:07