“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Sexta-feira, 09 de Março de 2012

Tumblr_lnw65iim9h1qffjtbo1_500_large

Já houve inconformidade antes, mas como se não bastasse mais um abanão a ver o que acontece. 

Ninguém tem o direito de pôr nos ombros de alguém a responsabilidade de casar ou não, com um simples sim de outra pessoa que nunca sentiu mais que amizade e sempre o frizou.

Mais, ainda, dói aceitar que passado tanto tempo diga num acesso de loucura extrema que quer trair a mulher e coloque de novo a pessoa em cheque. Nada mudou desde aquele não redondo. Nada se alterou no que quer que se diga, sinta ou pense.

É preciso virar costas e esquecer o que não passou mesmo de um acto irreflectido.

Às vezes é preciso repensar amizades, não pelo que se tem definido, mas pelo que os outros não conseguem definir.

 

miúda* às 01:41