“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Posts

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

The-wise-robert-downey-jr_large

As ideias que colocamos na cabeça são como parasitas clandestinos que nos vão sugando a verdadeira consciência.

Pode passar o tempo que passar, vir quem vier, dizerem o que disserem que elas ficam ali camufladas esperando aquele momento em que surgem e fazem de nós furação em deserto a levantar pó.

 

miúda* às 18:45