“Que a errar, seja por agir e não por ceder ao receio. Que seja por arriscar voar e não por esperar que o vento mude.”

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

//comentários recentes
That's why we have to work hard!
Venho eu descansada...pronta a divagar pelo blog q...
Não resisti a voltar e continuo por aqui, apenas n...
//arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


//pesquisar
 
//passageiros...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

Posts

Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

Tumblr_m3bypvxdax1r9ttaro1_500_large

Apaguei um ano inteiro de posts. Nem me tinha apercebido da tralha que se acumula em tantos textos.

Deixou de fazer sentido tê-los aqui, e até há tantos mais para apagar. Já não se sente o que se sentia naquela altura. Em algum ponto há uma viragem.

Com quatro anos de posts e de vida aqui retratados, acho que até eu já me cansei de mim.

Uma paragem na escrita ou somente um até já.

Talvez eu volte um dia, afinal nunca nada é definitivo.

 

 

 (novo blog através daqui: miuda_s@sapo.pt)

miúda* às 21:13
tags: ,

30119643131182122425loki0.jpg 534×699 pixels

Nas últimas semanas após a picardia mútua que se tem criado, num acesso de loucura sem qualquer vestígio de pensamento antes de falar acedi a ir tomar café.

Conversa que fluía, afinidades que se descobriam e quanto mais falávamos e nos dávamos bem mais eu sentia acender todos os alertas vermelhos que a minha intuição possuia e não possuia.  

Parece que não interessa se a vida me põe alguém no caminho, eu vou sempre arranjar mil e uma coisas que me impedem de deixar entrar a pessoa no meu mundo mais que aquela distância de segurança do “olá, tudo bem e adeus”.

Não há ninguém que eu conheça que me faça abrir a porta ao que sou.

Estou estragada, arrancaram-me algures uma qualquer peça que me permita ligar a alguém.

 


Terça-feira, 15 de Maio de 2012

SayingImages.com-Best Images With Words From Tumblr, Weheartit, Xanga - Part 7

 

miúda* às 09:52

Untitled / laura taylor

“Blue jeans

White shirt

Walked into the room, you know you made my eyes burn”

 

Sonhei com aquela t-shirt branca, jeans desbotados e barba em desalinho que me entraram de rompante naquela manhã e me fizeram desejar mais do que alguma vez tinha desejado, até o rosto cair numa mancha difusa que não soube reconhecer.

Depois acordei e esqueci.

Já não é importante. Até os sonhos deixaram de o querer.

miúda* às 02:35

Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

le petit français

Aquele momento em que quando se anda á procura de uma foto se encontra outras que nem nos lembrávamos ter.

Olha-se para as pessoas da foto e nota-se os sorrisos. Parecem bem. Mas as fotos continuam e os sorrisos esvanecem-se de imagem para imagem até já não haver fotos que os enquadrem.  

Rebusca-se na memória um só motivo para se ter gostado e cai-se num silêncio embaraçoso. Não há um motivo nem um único elemento que se possa dizer foi daquilo.

Às vezes em vez de nos apaixonarmos pelas pessoas apaixonamo-nos pela ideia que fazemos delas. E então sem dar por isso a ideia morre e tudo parece ainda mais descabido num total acesso loucura que nos tomou.  

Mas há sempre um sítio onde o escuro não chega para nos levar e nasce uma vontade para nos trazer.

 

miúda* às 16:13